Número total de visualizações de página

domingo, 15 de julho de 2012

MontiTreino 14/07/2012


Este Sabadal, os montis tiveram a presença do convidado especial, Armando, um benjamim, quem sabe, candidato a MontiArmando. O tempo o dirá.
Como normalmente fazemos, às 8 horas já estávamos preparados para iniciarmos o MontiTreino, quando somos interrogados por um rapaz que procurava pelos MontiBikers, uma vez que tinha visto na “net” reportagens do grupo, e gostaria de pedalar com eles e quem sabe, vir até a fazer parte do grupo.
Pois amigos, os MontiBikers ainda são um grupo pequeno, pelo que serão sempre bem-vindos mais uns quantos amantes das bikes btt que tenham por gosto pedalar pelos montes e subir até onde a vista alcança tamanhas maravilhas da natureza. Para tal basta falar com um de nós, ou enviar-nos um e-mail para montibikers@gmail.com, (conforme consta no nosso blog), a manifestar o interesse em pedalar connosco e logo combinaremos.
Bem, continuemos com o percurso do sabadal, pois como verão nas fotos/vídeos, este MontiTreino teve de tudo um pouco do que mais gostamos e irá meter um pouco de inveja aos MontiAusentes.
Saída da sede ás 8:20, sendo que, como costume, antes da saída, houve a assembleia geral com a discussão de qual os trilhos a seguir.  Hoje calha-te a ti, hoje calha-te a ti, hoje calha-te a ti opinares de qual o caminho a seguir. Então lá que surge alguém que diz, vamos planar até Azambuja…outro diz… mas primeiro vamos passar pelo Adarse e vamos passar pela “praia dos Tesos” perto da antiga Argibay.
Ok! Lá seguimos novos trilhos com novas dificuldades! As perninhas a picarem e a malta a dizer… “cuidado com os picos… olha o buraco…cuidado aqui…cuidado ali…” e os obstáculos foram sendo ultrapassados, até que retomamos a nacional 10 até Alhandra e seguimos os “Caminhos de Fátima” até ao carregado, sendo que eu ainda tive de parar junto á estação da CP, numa oficina auto, pois precisei de uma chave de caixa, para apertar o parafuso da roda pedaleira, que se foi soltando e por isso dificultando o andamento. Ficam aqui os meus agradecimentos a quem me ajudou, pois sem tal afinação não me seria possível ultrapassar os obstáculos que nos deparariam pela frente.
Pelo caminho foi-se alterando a ida a Azambuja e a bom trecho se foi delineando que chegados ao carregado, deveríamos sair para a nacional 10, passando pela Central Termoelétrica e com direção aos montes iriamos pedalar novos trilhos nos arredores das localidades de Quintas, Castanheira e Povos.
Bons trilhos com boas subidas, boas descidas e pelas bermas algumas belas flores! Sendo bem visíveis, houve a normal tentação de alguns, que por vezes quando se descuidaram, irem saborear o aroma normal de tamanhas belezas. Desta vez foram vários os apanhados pelas imagens dos nossos MontiReporters, conforme poderão constatar nos vídeos.
Chegados á nacional 10 em Povos, seguimos em direção ao jardim de Vila Franca pelos “Caminhos de Fátima, e sempre por ai seguimos até Alverca, sendo que antes nos despedimos do MontiLuis no Sobralinho.
Chegamos por volta das 12:30 com cerca de 45 kms percorridos.


Fotos no Picasa

Vídeos

Inté

4 comentários:

  1. Olá Montis!
    Tudo bem comigo! Estou em forma e o meu treino para "stuntbiker" neste sabadal foi uma mais-valia de todo o tamanho! A crónica sóbria do MontiEmídio menciona os "beija-flores" e é suave, simpática, não aproveita para enfrenesiar os animadores generosos - um mais generoso, o senior, do que o outro, o benjamim - que viram trambolhão sempre que se fartam de empurrar a bicicleta à mão. A qualidade dos nossos vídeos aumentou enormemente, mesmo sem a contribuição da GoPro, e a qualidade das quedas parece ir no mesmo sentido, segundo o consenso estabelecido entre os MontiPresentes. Veremos o que dizem os MontiAusentes.
    A (des)propósito: então, há corvina ou não há corvina? MontiFélix, eu sugiro que o meu amigo nos dê umas dicas sobre a pescaria deste fdsemana quando se abalançar ao comentário deste sabadal!
    Abraikes para todos.
    MontiVictor.

    ResponderEliminar
  2. Passeio divertido,

    Este, com novidades nunca antes vistas em MontiTreinos...
    Ora vejamos:

    O beijaflor Benjamin abre a novidade quando não resiste a uma flor toda ela perfumada (???) quando ia a subir um empenozito...
    O beijaflor sênior abre a novidade quando não resiste a uma flor toda ela perfumada (???) quando ia a passear a sua bike pela mão numa descidazita...
    Olhem se o men cai mesmo junto às amoras silvestres??? pois era onde ele ia com tanta pressa...

    ah... já me esquecia..


    eh eh eh
    ups

    inté

    ResponderEliminar
  3. Grande jornada. Houve de tudo, rolanço pedalanço e espalhanço. Mas acima de tudo houve companheirismo que é o que não falta neste belo grupo. Novos trilhos foram descobertos e parece que vamos ter mais adesões. É claro que BEIJAR A FLÔR não acontece sempre mas quando acontece já começa a ser em grande estilo.
    Qualquer dia temos que planear um passeio tipo rota da água pé só que no nosso caso será
    Rota da Chinchada.
    EHEHEHEHEHEH

    Abraikes

    ResponderEliminar
  4. Pois é caros Montibikers, neste passeio houve mesmo um pouco de tudo.
    Até nova companhia de pedalanço.Mais um Monti para o nosso grupo ???
    E o nosso Montivictor..... não deixou os seus créditos por mãos alheias eheh

    Abraikes
    A F

    ResponderEliminar