Número total de visualizações de página

domingo, 9 de novembro de 2014

Montis no Cabeço de Montachique

O Track

Um quarteto de Montis compareceram no ponto de encontro, Rui, Luís, Nuno e Cadilha, os outros ficaram no Vale dos Cobertores.
A saída, após a tolerância institucionalizada de 5min, foi às 8:35h sendo o destino votado Cabeço de Montachique. Com as chuvadas do dia e da noite anteriores não era de todo aconselhável o pedalanço pelos trilhos.
Desta vez “atacamos” o Cabeço da Rosa pelo lado de Arcena. Uma “subidita” que seria um belo aquecimento. Passagem por Bucelas e subida ao Freixial.
A subida para o Parque de Montachique foi feita com uma certa suavidade, MontiRui estava a ser fortemente atacado pela “dor de burro”.
Após uma breve paragem à entrada do parque a “dita cuja” decidiu ir-se embora e os MontiBikers poderam continuar o seu pedalanço.
MontiLuís entrou pelo trilho da mata. A estrada foi abandonada e os restantes Montis foram no encalce do nosso trepador-mor. Claro que não o conseguimos apanhar ainda dentro da mata. Ele quando decide trepar, trepa mesmo.
Chegamos à estrada e lá estava ele recuperando as forças.
Continuamos a nossa aventura passando pelas ruínas do sanatório e avistamos a subida que nos levaria até ao marco do Cabeço de Montachique, nos 409 metros de altitude.

Bela vista desfrutada pelos Montis. Uma foto de grupo

 e abastecimento para enfrentarmos o regresso. Depois da descida do Cabeço entramos no trilho até ao Forte de Montachique, mais uma das fortificações das Linhas de Torres.
MontiRui deu um tralho, não foi bem um Beija-Flôr foi mais um desiquilibrio, e nem foi registado pela GoPro. Ainda tentamos que ele repetisse o tralho para o registarmos mas não tivemos sucesso.
Logo de seguida começou a chover, para não mais parar até Vialonga. Grande molha!!!
O trilho como seria de esperar apresentava muita água e alguma lama mas felizmente bem ciclável. Descemos até Frielas e prosseguimos para o Tojal. Foi uma descida em bom ritmo mas a chuva deu-nos com força.
Finalmente em Vialonga parou dando lugar a um Sol bem Primaveril.
Na rotunda do Intermarché separamo-nos dos Montis Nuno e Rui, iriam para o Forte da Casa e nós continuamos para Alverca pela estrada da central de cervejas.
Na rotunda do Alambique MontiLuís seguiu para o Sobralinho e eu rumei pela estrada da Verdelha para mais uma sessão de alongamentos na garagem do nº4 onde cheguei às 11:20h depois de 39km, bem molhadinhos mas Muito Feliz.
MontiBikers e amigos
Abraikes e uma boa semana 
O Filme




Sem comentários:

Enviar um comentário