Número total de visualizações de página

domingo, 27 de janeiro de 2013

Pelos Trilhos pedreira de Alhandra e Subserra


Depois de um fim de semana tenebroso eis que chega um Sabadal soalheiro e de acalmia.
Neste dia tivemos a participação de um novo elemento, mais um jovem cheio de força, o Carlos Loures. Benvindo Carlos ao seio dos MontiBikers, onde conhecerás trilhos por onde nunca antes pedalaste.
Os Montis Armando, Luís e Cadilha picaram o ponto à hora certa, fazendo o compasso de espera habitua,l sempre na esperança que os grandes MontisAusentes apareçam.
Depois do briefing decidiu-se atacar os terrenos da pedreira de Alhandra.
Seguimos pelos caminhos de Fátima em direcção ao Sobralinho. O guia de serviço MontiLuís levou-nos por trilhos nunca antes por mim pedalados, bons trilhos, parabéns Luís. Então aquelas “subiditas” e os singletracks para o miradouro de Alhandra foram espectaculares.
No miradouro uma paragem para normalizar a respiração e mostrar as vistas ao Carlos.
Seguiu-se a subida para a pedreira. No último trilho do acesso à pedreira tivemos que optar por um novo percurso. Os trilhos estavam bloqueados por árvores que tinham caído aquando do temporal do sábado passado.
Uma grande e voluntariosa equipa dos bombeiros voluntários de Alhandra estavam a proceder ao corte das árvores para libertarem os trilhos. Um grande bem haja aos nossos bravos bombeiros.
A opção foi contornar o monte tomando o trilho da Subserra.
A meio da subida, junto à última vivenda, fizemos uma paragem para abastecimento tendo o grupo sido visitado por um simpático pastor. Mas a estrela foi o “Maricas”, um animal danado para a brincadeira e “cobrição”. Este nosso alegre visitante, como poderão constatar no filme, era de uma enorme simpatia, brincalhão e até deu-nos uma imagem porque era considerado um grande “cobridor”. O nosso companheiro pastor, um bom relator das façanhas do “Maricas” agraciou-nos com uns bons momentos de conversa.
Logo no recomeço do trilho uma grande porção de água barrava-nos o caminho, claro que deu logo a um bom momento de diversão.
A subida que se seguiria seria de grande respeito tanto pelo desnível mas principalmente pela enorme quantidade de pedra solta. Um pequeno engano do guia de serviço, agora era o MontiArmando que tomava a dianteira, fez-nos recuar uns metros. Numa ligeira subida e numa pedra bem escorregadia. MontiArmando teve um deslize e tombou, um autêntico “beija-flôr” mas em plena pedra.
Um pouco mais à frente deparamo-nos com uma “subidita” numa curva onde durante alguns minutos usufruímos de alguns bons momentos de brincadeira.
ontinuamos a nossa subida ao topo do monte para depois iniciarmos o grande prazer que nos dão as descidas, ora em singletrack ora em trilhos mais largos com e sem pedra. A descida levarnos-ía a À-dos-Melros. MontiArmando sugeriu uma visita ao Xtrilhos na Calhandriz, e logo o grupo concordou retomando assim mais uma subida agora por alcatrão.
Simpáticamente recebidos pelo João, proprietário desta pequena mas bem apetrechada  loja de bicicletas, acabamos por nos esquecer do tempo e permanecemos uns largos  minutos nesta simpática loja. Como MontiArmando tinha que chegar mais cedo a casa decidiu-se fazer o regresso a Alverca.
Fizemos ali mesmo as despedidas ao MontiLuís para não fazermos a paragem no cruzamento do Sobralinho, tendo antes os restantes elementos decidirem ir lavar as “meninas” ao elefante azul do Brejo.
Depois da lavagem as despedidas dos restantes elementos, MontiArmando retomaria a estrada do Bom Sucesso e eu mais o nosso novo elemento, MontiCarlos, a estrada até ao centro de Alverca.
Não foram muitos quilómetros percorridos por este animado grupo, mas foi sem dúvida uma manhã de grande convívio e alegria, recuperador de energias para mais uma semana de trabalho.
Para a semana à mais assim o tempo nos permita.
Abraikes 

Fotos

Filme

Track no GPsies


5 comentários:

  1. Bem que dia este..
    Os MontiAusentes perderam um belo dia de gargalhada!
    O maricas, de seguida a poça enorme de água, depois o malho do Armando! é o que dá não ligar o controlo de tracção eheh.
    Para finalizar aquela subida lamacenta não foi nada fácil de fazer, dai aquelas tentativas todas que viram no video.
    Falta ai uma coisinha no video! Então a semi-queda do MontiCadilha não ficou registada?
    Deixo aqui um agradecimento também ao Carlos por ter aparecido, e ao que parece vai aparecer mais vezes.

    ResponderEliminar
  2. MontiLuís, aquela não conta, primeiro ía a pé, segundo a máquina de filmar não estava ligada e terceiro não foi bem uma queda, o que na realidade se passou foi que enfiei um pé num buraco levando de seguida com a ScottBike em cima.
    Mas não à dúvida foi uma manhã em cheio.

    Abraikes

    ResponderEliminar
  3. Boas MontisTodos,

    Mais um sabadal bem passado pelos amantes do BTT e da natureza...
    MontiCadilha, ganda filmagem.. eu houvi a invocares a minha pessoa... não estive por ai para me rir, mas não faz mal.. estou por aqui a rir-me na mesma...mais um beijaflor eh eh
    E nessa subidita, faltou ai a Trek que na levezinha subia isso na boa.. ao lombo do dono eh eh... Essa ai já a fizemos a descer..
    Falta dar as boas vindas ao MontiCarlos pela sua primeira voltita MontiBikers...bem hajas...

    Inté

    ResponderEliminar
  4. Olá Montis praticantes!
    Então já temos mais um participante?!
    Ainda bem, porque os elementos mais antigos dão-se mal com a invernia e desculpam-se com argumentos vários: constipações, pés torcidos, convalescenças de operações, etc., e nada de aparecerem.
    MontiCadilha, vídeo ótimo; deu para perceber que se eu tivesse pedalado neste sabadal era bem capaz de enriquecer o meu simpático palmarés de beija-flor. Oportunidades não faltaram, viu-se bem.
    Divertimento e esforço, bons caminhos para o alegria dos Montibikers.
    Saúdo fraternalmente o novo companheiro, MontiCarlos, que parece que se portou bem.

    A ver se em breve volto à actividade para rever todo o pessoal.

    Abraikes, amigos, e que a minha constipação desapareça para não ter mais desculpas.
    Até um próximo sabadal.

    ResponderEliminar
  5. Bem, meus amigos Montis. Estou deveras impressionado com este passeio, pois teve de tudo: Montibikers novos; Passagens por portas com medo de segurar bem alto nas bikes; Grandes charcos de lama; Cabras maricas; Beija-flores e Canyons com pouca força para subidas (hehehehehe), só faltei mais eu uma vez mais, pois estou com uma tremenda inveja deste Sábado e do anterior do Sobral. Alguém devia de ter lançado algum mal olhado para os meus lados. Há quem diga que é desculpas de um pé torcido, mas só eu sei o quanto me doeu. Não perdem pela demora pois quero regressar já para o próximo passeio convosco meus malandros.
    Um grande abraike a todos e em especial ao novo Montibiker que não se irá arrepender de se ter juntado a nós.
    MontiNando

    ResponderEliminar