Número total de visualizações de página

terça-feira, 14 de junho de 2011

Os MontiBikers foram ao Stº António

No dia 12 à noite os MontiBikers Cadilha, Victor, Emidio e a nossa jovem Sofia, MontiSofia.
Fomos de comboio até à Gare do Oriente, é sempre um início agradável.
No comboio


Aqueles bairros populares estavam a abarrotar de gente, nova, meia idade e séniores, portugueses e estrangeiros. 
O cheiro a sardinha era dominante, a cerveja era a rainha principalmente no seio da juventude.
O nosso passeio de bike começou na Gare do Oriente
Ora cá estamos na Gare

Primeiro uma visita à torre da Galp

Por fim chegamos a Santa Apolónia o nosso verdadeiro ponto de partida para esta aventura. Ficamos logo com uma ideia daquilo que nos esperava, gente gente e mais gente, confusão e a seguir mais confusão.

Em Stª Apolónia

Partimos para a descoberta por entre aquela multidão. Circular pelas ruas estreitas dos bairros tornou.se uma autêntica perícia, por vezes mais difícilque uma descida técnica nos montes. Mas com a ajuda da buzina do nosso MontiEmidio trilhamos com sucesso os bairros populares de Lisboa. Muitas vezes éramos brindados com uma grande ovação. Curiosamente nunca nos ofereceram uma sardinha, mas cerveja sim.

Numa das ruas  

Mais um grupo que se aproxima e mais uma ovação aos Montis

Como entrar com as bikes era quase impossível  fui a pé  para uma conhecer o interior da Vila e filmar a festa  que estava animada. Umas filmagens e ... um pouco de dança. Mais sucesso que a minha GoPro só mesmo o Quim Barreiros

No Bailarico na Vila Bela








3 comentários:

  1. Estou a ver que o MontiCadilha também tem queda para as foto-reportagens. Está-se a aprimorar cada vez mais...
    Qualquer dia ainda vou ver (com um a cunhasita da nossa MontiEduarda) uma reportagem dele no Mirante.
    Estou a ver que com a Go Pro faz sucesso noutras áreas também (com parecenças à camone) até o convidam para o bailarico. "thanks" dizia o seu par no final da dança...lol eh eh ....

    Sardinha... só como eu tinha dito... tinhas levado uma latita de conserva...eh eh lol...

    Sorte, pura sorte, naquelas linhas todas nenhum MontiBiker descarrilou.... ganda noia..

    Abraikes

    ResponderEliminar
  2. Os Montis queriam era sardinhas assadas, o BTT era a desculpa... Faço ideia a trabalheira de furar por aquela multidão possuída pelo espirito da festança popular...quiçá mais pelo tinto e pela cerveja. Sim senhor, parabéns pela reportagem, ao vê~la quase me senti presente.
    A Félix

    ResponderEliminar
  3. Os Montis ausentes penso que ao verem estas reportagens ficaram com pena de não terem participado.
    Mas digo-vos que foram sempre recordados e sentimos a vossa falta.
    MontiNando as bikes não sofreram um único risco e
    não chocamos com ninguém e até deu para dançar, sem a bike, claro.
    A nossa MontiSofia trepou aquelas ruas com muita determinação e força, quando for para os montes vamos ter que segurã-la para não fugir.
    Para ter sido completo, neste passeio só faltou ter comido a sardinha e bebido um copito.

    Abraikes

    ResponderEliminar