Número total de visualizações de página

terça-feira, 4 de junho de 2013

Um sabadal transferido para dominical

As Fotos

Um sabadal transferido para dominical, motivo, visita ao passeio do Xtrilhos.
Na impossibilidade de podermos acompanhar o MontiLuis no passeio do Xtrilhos, os nossos corpinhos ainda não estavam devidamente restabelecidos para um esforço de tão grande gabarito, decidimos fazer uma pequena incursão ao passeio do Xtrilhos.
Era também o dia de estriarmos o nosso novo super MontiEquipamento, infelizmente só os MontiSéniores compareceram.
Bom mas o trio à hora marcada lá estava pronto para o real pedalanço.
MontiEmídio traçou o trajecto e ála que se faz tarde. Quinta do Cochão, e visita ao malvado monte de areia que faria os estragos nas “carcaças” mas não velhas.
Recordado o “local do crime” as bikes tomaram o rumo do “boneco” de Alhandra. No Sobralinho estas três beldades como que por magia separaram-se e só se voltariam a encontrar após telefonema. Abençoados telemóveis. Reagrupados iniciou-se a subida para a pedreira. Subida sempre díficil mas com a ajuda da “avózinha” acabamos sempre por chegar a bom porto.
Depois foi descer. Entretanto fizemos uma paragem para apreciar a paisagem e demos conta que mesmo ali em frente estava um dos fortes das Linhas de Torres. Tantas vezes que por ali passamos e nunca tinhamos dado pela fortificação, em ruínas é certo mas claramente visível que se trata realmente de um forte.
Daquele ponto avistamos na outra encosta companheiros bttistas, imediatamente os relacionamos com a prova dos Xtrilhos onde o nosso companheiro MontiLuís também fazia a sua participação. Iníciamos a descida e mesmo no final estava uma das zonas de abastecimento da prova.
Paragem obrigatória para confraternização com o staff da organização e com os diversos bttistas que lá paravam. Ainda alimentamos uma esperançazinha de vermos o MontiLuís mas tal não aconteceu, o nosso MontiJovem era mais do que certo que já teria passado.
Continuamos a dercer para À DOS MELROS agora devagar e com muito cuidado pois íamos no sentido inverso dos participantes da prova.
Na estrada nacional cruzamo-nos com o Johnny do Xtrilhos que nos convidou a irmos ao 2º posto da zona de abastecimento comer umas bifanas. Imediatamente nos juntamos a um grupo de amigos participantes tomando a direcção do monte onde a ZA estava instalada junto a uns moinhos.
Infelizmente devido ao adiantar da hora fomos forçados a regressar sem que as bifanas escorregassem pelas nossa gargantas. Ainda fizemos umas quantas subiditas e ainda tempo para os MontiVictor e MontiEmidio fazerem uma chinchada de cerejas. Sempre que a Mãe Natureza lhes põe à frente tamanha oportunidade eles não perdoam.  
Depois de 27kms e 3 horas de pedalanço chegamos à garagem do nº4 felizes e contentes. Aproveitando a presença do nosso vizinho e amigo Domingos tiramos uma foto do Trio Maravilha. A sessão de alongamentos teve lugar já depois das “meninas” colocadas no devido descanso.
Mais um pedalanço concluído na maior confraternização esperando que o próximo traga mais participantes.

Até lá Abraikes

O Filme

O 2º Filme do novo espaço público entre Alverca e Póvoa de Santa Iria
Momentos MontiEmídio



1 comentário:

  1. Montis!
    Assim se vai construindo um passeio ribeirinho que um dia unirá via bicicleta muitas povoações vizinhas do Tejo!
    Oxalá possamos todos nele passear por kms e kms sem cheirar o asfalto que continua a ser planeado para a ausência de biccletas.

    Abraikes.
    Victor

    ResponderEliminar