Número total de visualizações de página

domingo, 3 de abril de 2011

Passeio a Fátima 26/27 de Março by MontiCadilha

Alô pessoal da Bike,
Mais uma jornada de grande confraternização finalizada pelo grupo MontiBikers, com a valiosa companhia de Ruibiker dos Nautibikers.
Com partida da nossa sede provisória e talvez definitiva, logo se verá com o passar dos anos, pelas 08:15h   e depois da bênção do nosso Presedente Srº Belarmino, o grupo fez-se ao trilho com uma energia nunca vista.

O grupo com o Sr. Presedente

Seguindo a rota dos peregrinos,  "Os Caminhos de Fátima", os Bikegrinos pedalaram em regime de aquecimento até ao primeiro ponto de abastecimento, Azambuja., no café O Diamante.

Pequeno almoço clica na foto para filme

Depois do estômago bem aconchegado prosseguimos para uma foto de grupo na placa indicativa dos Caminhos de Fátima  junto à estação da CP. 
Foto de grupo clica na foto para filme

Prosseguimos a nossa jornada rumo a Santarém, com passagem por Reguengo e Valada do Ribatejo. Em Valada depois de um cafézinho, atenção que na Azambuja não houve café, fomos dar uma espreitadela a um concurso de motonáutica modelismo. Barcos pequeninos mas muito irrequietos e  barulhentos.


Já a caminho de Santarém a GhostBike do MontiVictor furou, pneu da frente. Recordo que aquando de um breve reconhecimento deste trajecto, em Fevereiro último, eu o MontiEmidio e o MontiNando tivemos furos muito próximo deste local. Agora não sei se por inveja ou por castigo o único a ter furo foi o que tinha sido poupado. Montis e Nauti deitaram mãos à obra e trocaram a câmara de ar. Uns kms mais à frente novo furo e na mesma roda. Se foi castigo também não era preciso tanto, se foi de inveja, não havia necessidade.

Os furos clica na foto para filme

Próximo do aeródromo de Santarém juntou-se ao grupo dois amigos do Ruibiker, o Cunha e o Duarte que seriam os nossos guias até aos Olhos de Água e que entretanto já tinham tratado da reserva do nosso almoço, mão de vaca com grão. Depois de atravessarmos a cidade de Santarém o ritmo imposto por estes amigos aumentou. 
Rolando a bom ritmo clica na foto para filme

O tempo perdido com os furos foi recuperado. Já muito próximo do restaurante tivemos uma subida bem dura, com muita lama. Uma boa parte desta subida foi feita com a Scottbike pela mão. Esta subida tão cedo não a esquecerei, e os meus sapatos também não. 
Mais ou menos à hora prevista 13:30h chegamos ao restaurante já com um céu ameaçador, adivinhava-se chuva para a tarde.
No restaurante, caríssimos não me lembro do nome do dito cujo, estava à nossa espera uma mão de vaca com grão e uma "água" de Marinhais. Bela "água" talvez um pouco escura mas corria lindamente.

No almoço clica na foto para filme

A nossa Anfitriã servindo-nos o cafézinho

Já passava das 15:00h quando reiniciamos a nossa pedalada para Fátima já chovia e iria ser assim até aos Olhos de Água. Alguns troços de alcatrão mas em larga maioria por trilho, e alguns com um grau de dificuldade grande devido à lama. Por vezes tivemos que apear e levar as bikes pela mão.
Eram 17:15h quando chegamos aos Olhos de Água com saúde mas ensopados. Despedimos-nos dos nossos guias, Cunha e Duarte, Obrigado amigos pela valorosa companhia, e seguimos para a recepção do Centro de Ciência Viva do Alviela onde iríamos pernoitar.  
Foi-nos destinada uma camarata com 5 beliches, ou seja, todos dormiriam no rés-do-chão.
MontiVictor até parece que está na Serra da Estrela

Depois do banho quente merecido e de um passeio pelo parque foi o jantar, massada de cherne. 
No jantar clica na foto para filme

A hora do recolher foi às 11:30h como estava previsto. A noite foi calma, tirando os passeios nocturnos do MontiVictor e as voltas na cama do MontiEmidio. O homem deu tanta volta na cama que eu na cama da ponta acordei com uma nódoa negra na cocha e o Ruibiker na cama da outra ponta apareceu com uma lesão no tendão de Aquiles. Para a próxima MontiEmidio dorme no 1º andar.
Pelas 07:30h o despertador do MontiNando deu a alvorada, e às 08:30h já estavamos a tomar o pequeno almoço.
Alviela clica na foto para filme




A partida para a última etapa foi às 09:30h com o grupo bem disposto para enfrentar as grandes subidas da Serra de Stº António. Levávamos mais peso nas mochilas, a roupa do dia anterior continuava molhada pelo que o esforço despendido era maior e as subidas eram umas atrás de outras. Num dos pontos mais altos que atingimos avistava-se Minde era uma vista espectacular. A descida até Minde foi rápida, penso ter sido atingida aqui a velocidade mais alta, 60km/h.
Minde

Em Minde tomou-se o café da manhã com uma doçaria. 
Em Minde clica na foto para filme

Continuamos a nossa viagem com as últimas subidas até Fátima. Entramos nuns trilhos com uma paisagem muito bonita até chegarmos a uma estação eólica, a temperatura estava óptima e o céu limpo.
Na estação Eólica clica na foto para filme

 Depois foi uma descida até ao Santuário. Chegámos por volta das 13:00h, com a alegria de mais uma viagem cumprida e com êxito. 
Foto de grupo e visita à nova catedral clica para o filme

O almoço foi breve, sopa, prego no pão, cerveja e um café. Uma breve retrospectiva do trajecto efectuado e partida para as últimas pedaladas até ao Entroncamento. Troço todo ele percorrido em alcatrão com muito plano e descidas, da qual se destaca a descida dos dinossauros, mas o vento estava de frente e não deu para grandes velocidades.
Chegada ao Entroncamento às 16:30h, o nosso comboio era às 17:37h, tinhamos tempo suficiente para uma mudança de roupa, MontiEmidio e Ruibiker, para comprar os bilhetes, MontiNando e MontiVictor, para guardar as bikes, eu, e para tomarmos o último lanche juntos, no café da estação.

Na estação da CP Entroncamento clica na foto para filme

O "quim" chegou na hora, os guerreiros tomaram os seus lugares mais as suas "meninas" e foi uma alegre viagem até Alverca onde chegamos por volta das 19:00h.
No comboio clica na foto para filme

Para álbum de fotografias clica foto

Obrigado Companheiros por esta viagem maravilhosa, foi 5 *****, muita Alegria, muito Boa Disposição e muita Camaradagem.

RESUMO
Distância Percorrida ----- 165km
Horas a pedalar----- ~10Horas
Média----- 16km/h

Até à próxima 
ABRAIKES

E Boas Pedaladas

6 comentários:

  1. Olá Montis,
    Uma semana na forja, só poderia dar uma MontiReportagem MontiCadilhana.
    Pois bem, aqui vão alguns bitoques para a plateia!!!hôhôhô
    Parece que houve por ai alguém a filmar e preocupado com o atraso que a filmagem lhe proporcionava chamava."ó cambada, esperem por miiiimmmm ai ai ai. Pois é para saberem o que custa vir em último.
    Cá por mim era assim (como se viu nas filmagens), vinha sempre atrás, mas quando a malta parava, também passava para a frente (era fácil passar por eles (era só pedalar).
    Vá lá que o rapaz não se envergonha facilmente, pois isto de estar a comer e a ser chamado de lateiro não é para qualquer estômago eheheh.
    Também há por ai alguém que gosta de por açúcar no pão barrado com mel???? Deve ser muito guloooossso.
    Parece que também há por ai um que não gosta de passas, mas quando passa pela malta até faz corrente de ar "parece uma lebre"
    Como no Domingo mudou a hora (foi menos umas quantas voltas na cama), compreende-se que o MontiReporter não tenha actualizado a hora na sua machina. Atenção ás próximas reportagens!!

    MontisAbraikes

    ResponderEliminar
  2. Meus Amigos,
    O "lateiro" é carinhoso pois entre Montis não
    não é permitido ofensas e no que toca a comer e beber muito menos.

    Abraikes

    ResponderEliminar
  3. Os Montis são uns companheiros impecáveis (5*) e posso dizer que foi não só um privilégio meu muito grande poder participar nesta vossa 1ª grande viagem de bike, mas também um grande gozo nesta "expedição"...obrigado a todos; espero poder participar com os Montis noutras expedições; um desafio - na próxima vamos a Santiago Compostela?
    Obrigado ao:
    - Monticadilha o reporter-mor e ganda organizador;
    - MontiVictor o grande mestre da bicla, só não evitou o pico que lhe furou o pneu...
    - MontiNando o mais irreverente dos Montis e sempre a puxar pelo grupo
    - MontiEmidio o "terra a terra" do grupo e o nosso armazém... tinha de tudo na mochila...até parecia o Paulobiker dos Nautis

    ResponderEliminar
  4. Bem, desde já quero dar os meus parabéns ao nosso insaciável repórter Monticadilha, que dá sempre o seu melhor nas nossas reportagens. Pelos vistos eu já sou intitulado como o LATEIRO do grupo o que eu não fico nada incomodado visto que é por uma boa causa, as minhas belas perninhas que tanto merecem a minha luta pela maior quantidade de boa gastronomia que possa alcançar, até porque não considero muita comida para os 170 Kms de esforço delas. Mas o que eu queria também realçar com uma grande BOCA, (Oh Emídio querias BOCAS no blog aqui vai esta) Cadilha no final da reportagem está um enorme erro de redacção em relação ao nome das bikes do MontiEmídio e NautiRui, onde se lê TREAKBIKE devia de ser TREKBIKE, só espero que não venhas a receber retaliações devido a este erro hehehehe
    Abraikes a todos vós e que venham mais jornadas como esta ou melhores ainda.

    ResponderEliminar
  5. TreakBike, pois é, é uma grande calinada, prometo que vou fazer a correcção.
    Nando no grupo não à lateiros, o que há é Um Por Todos e Todos por Um, e no grupo és o nosso Benjamim.

    Abraikes

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar