Número total de visualizações de página

domingo, 5 de agosto de 2012

Sabadal de 04 de Agosto de 2012


Pelas 8:05 cheguei à sede, já estavam à espera MontiArmando e o mais novo elemento a MontiBiker MontiTiago e um pouco depois chegava MontiLuís.
Seriam estes os Montis a participar em mais um Sabadal
Com o primeiro destino traçado, Mata do Paraíso, as bikes começaram a rolar pelas ruas de Alverca sendo as salinas o primeiro trilho. Os caminhos de Fátima em Vialonga e Alpriate seguiram-se a bom ritmo, sendo alcançada a Mata do Paraíso pelo lado dos armazéns, uma subida bem mais simpática do que pelo lado do bairro da Icesa.
Zona não conhecida da nossa mais recente “contratação” MontiTiago, estes trilhos da Mata do Paraíso são sempre apetecíveis com os seus espectaculares labirintos.
Depois de fazermos um dos trilhos do labirinto e após uma pequena reunião decidiu-se tomar o destino da subestação da EDP de Fanhões, ou seja, iríamos subir o já famoso trilho do restaurante Os Pneus.
Descida feita até ao Zambujal por um singletrack que o MontiLuís tinha feito aquando na prova do  AlvercaBike, e os Montis em tempos não muito distantes já o tinham também realizado.
A subida dos Pneus sempre difícil mas que os Montis gostam de a fazer antecede uma descida um pouco perigosa por entre árvores e depois a longa subida até à subestação da EDP. Esta subida para além de ser longa tem troços com muita pedra onde a perícia técnica é posta à prova.
No último cruzamento antes do topo, virámos à direita para efectuarmos uma longa descida até à estrada nacional para Bucelas.
Nunca tinha feito esta descida que é bem longa e na fase final com um grau de dificuldade grande. Os Montis Luís e Armando fizeram-na montados mas nem eu nem o MontiTiago arriscamos e a bike foi levada pela mão.
Já em Bucelas efectuamos uma pequena paragem no jardim para abastecimento, onde tiramos a foto de grupo e dicidir qual o trilho a seguir.
Iríamos então seguir pela estrada até ao Cabeço da Rosa, depois virar à direita entrando no trilho para uma subida na direcção do Serves mas a seguir à quinta do Cavalo Lusitano iriamos fazer a longa descida que tem o seu final no Cabo de Vialonga.
A partir daqui foi sempre alcatrão até à rua D.João I, Alverca, onde os Montis se despediram até ao próximo encontro.
Foram 37km efectuados em 3,5 horas com muitas subidas, algumas delas bem longas e também com descidas variadas.
Para já fica a foto de grupo, o filme não tardará.
                                                                 Foto

Filme MontiBiker

Nunca é tarde para visualizar um filme MontiBiker, aí está o filme prometido.

Abraikes
MontiCadilha