Número total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Dominical de 28 Dezembro 2014, o outro, o do Parque das Nações

Crónica de MontiNando

Último passeio de 2014
Versão 2 (Soft)
28-12-2014

Hoje foi dia de bom Quórum no seio dos Montibikers, pois foi possível haver dois grupos para diferentes passeios.
Os presentes estavam todos à hora marcada, houve propostas de trilhos, ficando escolhido o do MontiCadilha e iniciando o passeio passados 10 minutos.
Um dos intervenientes (MontiEmídio), não estando nas melhores condições ainda para altos montes, avisou que iria fazer um passeio mais soft. Eu (MontiNando), ponderando seriamente sobre a minha condição física, não estar nas melhores condições para o andamento dos novos Benjamins, sugeri juntar-me ao MontiEmídio e fazer-lhe companhia no passeio.
Todos concordaram e lá se dividiu o grupo em dois, uns foram para os Montes e os outros para o Asfalto. Os que foram para os Montes terão a sua crónica feita por o MontiCadilha, os que foram para o Asfalto, eu próprio (MontiNando) vou aqui relatar.
Após a divisam do grupo na rotunda grande da Póvoa, seguimos via estrada Nacional 10, fazendo o desvio no cruzamento de Santa Íria, para a IC2. Claro que não fomos pela IC2, mas sim na estrada paralela a ela. Sempre com boa disposição, demonstrada no filme, chegámos ao local perto do Rio Trancão (por baixo dos Viadutos), onde fomos espreitar o mais perto possível da berma do Rio. Essa tarefa não foi conseguida devido ao terreno não estar nas melhores condições para isso.
Partimos novamente, passando por cima da linha férrea, através da sua ponte pedonal, rumo à Expo. Já estava planeado o sítio onde íamos tomar um belo pequeno-almoço, seria no café apelidado pelos nossos amigos Nautibikers de “MAMALHUDA”, seria também o ponto de retorno do nosso passeio. Entretanto pelo caminho, falámos sobre alguma saudade de ter nos nossos passeios, o nosso amigo Centeno dos Nautibikers.
Passámos no passadiço junto ao rio Tejo, na Expo e parando para umas fotos num dos pontões, aí havia da minha parte a preocupação de substituir as pilhas do GPS, as quais deparei depois de ligar o aparelho, que estavam sem carga (nunca mais aprendo), também foi aí que ao tirar uma foto ao MontiEmídio, tive de tirar uma das luvas (pois o ecrã do telemóvel dele não reage sem ser com pele humana) e sem querer caiu ao rio, ficando eu a ver ela a boiar e a ser levada pela corrente.
Voltámos novamente ao caminho, atravessando a Expo e chegando à Marina, vimos que tínhamos de contornar os prédios para chegar ao café. Antes dele ainda fizemos uma incursão à torre demonstrativa de que tinha existido ali nesse espaço a fábrica de gás de Lisboa (espero não estar a enganar ninguém com esta informação, se estiver peço que seja emendada), tirámos mais umas fotos e logo a seguir chegámos ao café da “MAMALHUDA”. Ainda bem que lá fomos, por dois motivos: 1º pelo facto de não podermos ir lá no 1º dia do ano e 2º pela surpresa que iriamos ter depois de lá estar.
Pedimos então cada um, o belo do galão mais um bolinho, para termos força no regresso. Depois de termos degustado o belo pequeno-almoço e eu ter-me afastado para ir ao sanitário, eis que surge ao pé do MontiEmídio a nossa surpresa, nada mais, nada menos, que o nosso amigo Centeno dos Nautibikers, de que nós já tínhamos falado durante o passeio.
Estivemos ainda algum tempo a conversar, a tirar fotos e a degustar um bom café, surgiu na conversa uma ideia de fazermos dois passeios com a companhia dos Nautibikers, um até Santarém e volta, com um belo almoço pelo meio e outro por terras de Chaves junto á fronteira.
Penso que podíamos ponderar sobre este assunto, a partir já do próximo ano.
Foi com alguma pena que tivemos que nos despedir, pois tanto ele, como nós, ainda tínhamos de fazer o regresso. Entretanto pelo caminho foi aparecendo aquela chuva miudinha e quando estávamos junto da fábrica do Açúcar, o MontiEmídio lembrou-se de telefonar ao MontiFélix, para ver se ele estava disponível para bebermos alguma coisa no café, perto da casa dele. Respondeu que estava nesse preciso momento a chegar a casa, e perguntou onde nos encontrávamos. Respondemos que estaríamos ao pé dele, dentro de 10 minutos, e assim foi, quando chegámos encostámos logo ao balcão para beber um digestivo, e brindarmos à nossa saúde e a uma boa passagem de ano.
Após um pouco convívio, tivemos de nos despedir, pois já estava na hora de almoçar.
Assim foi mais um passeio efectuado por nós, sempre com alegria e boa disposição, sendo isto sempre um dos lemas do nosso grupo.
Abraikes e até ao próximo passeio.                                                                                                      


 O Filme de MontiNando

as Fotos




Dominical de 28 Dezembro de 2014

O Track

Acabamos o pedalanço em 2014 com um Dominical de alto nível. Pena foi o tempo não nos ter possibilitado subir ao alto da pedreira da Cimpor para fazermos a grande descida até Alhandra.
Este Dominical começou com 6 MontiBikers por volta das 8:45h um “pelotão” que à muito não se verificava. Mas, pois à sempre um mas, dois MontiBikers abandonaram-nos na rotunda dos Caniços. MontiEmídio ainda não se encontra no seu melhor para nos acompanhar pelos montes e o MontiNando fez-lhe companhia ao Parque das Nações porque a sua barriguinha anda um pouco “inchada” e subir ainda não é com ele.
Assim os Montis, Nuno, Rui, Luís e Cadilha despediram-se do duo e lançaram-se para os montes para uma manhã de pedalanço de bom nível.
Hoje seriam três Gopros a fazer os registos deste Dominical, MontiNando faria a reportagem no Parque e MontiNuno mais MontiCadilha nos montes, fantástico.
O duo do Parque das Nações ainda tiveram um encontro inesperado com o nosso amigo RuiBiker dos NautiBikers, no café da “mamalhuda”, não sei quem lhe deu este nome.
E pelas fotos registadas verificamos também que encontraram o MontiFélix num café algures em ... não sei.
Portanto fica registado que o Dominical teve uma participação de sete Montis. 7*******.
Vamos então às imagens que por ser as últimas do ano e devido aos belos trilhos que foram percorridos são um pouco mais longas.
Tenham um Bom Ano Novo e Um 2015
 com tudo do Melhor
Abraikes
As Fotos

O Filme de MontiCadilha

O Filme de MontiNuno




terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Uma ída aos trilhos do Parque do Jamor

O Track


Devido à época Natalícia esta crónica surge com um ligeiro atraso. A azáfama tem sido grande e o tempo parece que vôa mais rápido que uma descida dos nossos trilhos.
Mas cá está ela e com um conteúdo diferente do habitual. Isto porque desta vez o dominical foi ir a um sítio nunca antes visitado por mim, o parque do Jamor.
O desafio tinha sido lançado por MontiNuno e a ele responderam três Montis, Luís, Rui e Cadilha. MontiRui juntar-se ía ao trio no Cais Sodré, vinha de Oeiras.
A saída no ponto de encontro foi às 8:40 e percorremos o percurso sempre por estrada em bom ritmo.
Antes de entrarmos no Jamor fomos aos pastelinhos de Belém adocicar a boca na companhia de um café. Seriamos solicitados por um grupo de turistas asiáticos para uma sessão fotográfica e só depois seguimos para o Jamor.
Foi a primeira vez que percorri os trilhos deste parque de bike.  Single tracks rasgados pela malta do downhill desta vez percorridos pelos MontiBikers.
Depois de percorridos alguns trilhos estava na hora do regresso ainda tinhamos pela frente perto de 40km. Os Montis Rui e Nuno iam para Oeiras e para Alverca regressavamos agora o duo Luis e Cadilha. Despedidas feitas e quarteto desfeito.
O tempo desta manhã de dominical esteve bastante agradável excluindo claro o pequeno frio matinal que se fez sentir.
Chegamos a Alverca às 13:40 depois de percorridos 86km e no que me toca com uma pequena fadiga nas pernas, o vento no regresso acompanhou-nos um pouco e isso teve reprecussões, ou seja, preciso de mais andamento e treinos no ginásio para quando chegar a altura dos grandes eventos não haver surpresas.
A todos os MontiBikers e Amigos frequentadores deste nosso blog um Desejo de
Feliz Natal e Um Bom  Ano Novo
Com Muita Saúde e Felicidade

Abraikes

As Fotos

O Filme



domingo, 14 de dezembro de 2014

Rota das Tasquinhas do Grupo BTT APOGMA - estivemos lá

O Track

O track não está completo, falta a parte inicial, não ficou registado porque esqueci-me de ligar o GPS e só no final do Parque Linear dei pela falta, as minhas desculpas.

Neste dominical estivemos na Rota das Tasquinhas do grupo de BTT APOGMA. Três Montis marcaram presença, Victor, Nuno e Cadilha.
Por volta das 8:40h saímos para percorrer cerca de 30km fazendo visita a cinco Tasquinhas.
Grupo muito animado com presenças Natalícias, muitas “renas” e um Pai Natal com um saco de prendas vazio, não chegamos a saber se já tinha entregue as prendas ou se ainda as ía buscar. Também não faltou música durante todo o percurso a animar o pelotão.
Depois de um sábado chuvoso fomos brindados com uma manhã de sol e temperatura muito agradável.
Passamos pelo Parque Linear e depois de atravessarmos as quintas de Vialonga, com alguma lama e muita água, chegamos à primeira Tasquinha na Granja. A segunda Tasquinha a ser brindada com a nossa visita foi na Verdelha de Cima depois de passarmos por Vialonga.
No Bom Sucesso paramos na terceira Tasquinha. Certamente imaginam o porquê das paragens, não vos direi qual o tipo de bebida que foi ingerida deixando à vossa imaginação quantas e quais as ditas que foram aniquiladas.
Mais uma Tasquinha se seguiria desta vez no Sobralinho onde foi tirada uma segunda foto de Grupo, a primeira tinha sido no ponto de partida, em Alverca.
O regresso a Alverca seria primeiro pela estrada Nacional e depois pelo trilho da Quinta do Cochão. E finalmente a chegada à quinta e última Tasquinha onde nos esperava uma surpresa, pão com chouriço, tapas e entremeada, mais as ditas cujas.
Foi uma bela manhã de convívio e bem diferente dos nossos dominicais.
Ao Grupo de BTT da APOGMA o nosso muito obrigado desejando-lhes desde já um
Bom e Feliz Natal
Abraikes

As Fotos

O Filme



Jantar de Natal MontiBiker

           Foi na passada sexta-feira dia 12 o nosso MontiJantar de Natal. Este ano o restaurante contemplado com a nossa presença foi o 9Nove Ilhas na Quinta da Piedade.
           Fomos muito bem recebidos e agraciados com um belo menu, variado e de boa qualidade sendo a degustação do liquido neste um belo branco à pressão estando ao nível do menu.
           Infelizmente não foi possível a três elementos do grupo marcarem presença, esperemos que para a próxima tenhamos 100% de MontiBikers ao redor da mesa.
           Muito e bom convívio durante quase quatro horas onde revivemos alguns bons momentos que marcaram este ano de 2014 e também tivemos oportunidade de lançarmos algumas ideias para passeios em 2015.
          Para a posteridade aqui ficam algumas fotos do nosso MontiJantar de Natal 2014.

          Para todos os MontiBikers e Amigos seguidores deste nosso Blog

Um Bom e Feliz Natal


domingo, 7 de dezembro de 2014

Um passeio suave até aos pastelinhos na Azambuja



As Fotos

Hoje foi um dominical bem suave, com muito rolanço e uns pastelinhos para aconchegar.
Três MontiBikers sairam do ponto de encontro pelas 8:35h e percorreram 60km pelo percurso dos caminhos de Fátima, até Azambuja.
Os pedalantes de hoje foi um trio com duas presenças à uns tempos afastados dos dominicais, os Montis Victor e Félix mais o vosso crónista, MontiCadilha.
A manhã estava excelente, um pouco de frio matinal mas o sol prometia um aumento de temperatura, o que viria a verificar-se.
Foi um pedalanço calmo sem subidas e com muita cavaqueira, sempre a pensar nos pastelinhos.
Chegada á Azambuja e directos que nem foguetes para a pastelaria Favorita, o café e os ditos cujos estavam à nossa espera. Não nos esquecemos da família e trouxemos alguns para casa.
O regresso foi pela estrada até ao Carregado e junto à Central termoeléctrica voltamos ao trilho.
Chegamos ao ponto de encontro em Alverca eram 12:30h com os 60km percorridos e prontos para a sessão de alongamentos. O sol estava radiante e os Montis bem felizes por mais um dominical de bom pedalanço e confraternização.
Para todos um Bom Feriado

      Abraikes
O Filme